Kelps sugere extinção da Secretaria de Justiça e Cidadania

O deputado Kelps Lima fez pronunciamento hoje na Assembleia Legislativa dando sugestões sobre por onde o Governo pode começar a reforma administrativa que é a base das mudanças que o Estado precisa fazer para sair do caos da prestação de serviços públicos que se vive hoje.
A primeira medida ataca o setor mais dramático atualmente da gestão pública: os presídios.
“De saída, acabariam despesas com altos salários como secretário, secretário adjunto, chefe de gabinete, assessor jurídico, assessor de comunicação, ouvidora, cerimonial, setor de compras”.
Kelps orienta o Governo a extinguir a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) e repassar suas ações para outros setores do Estado.
“De que serve hoje à Secretaria de Justiça e Cidadania: pagar folha de servidores e comprar alimentos para os presos. Com a extinção, a coordenação dos presídios, por exemplo, pode passar para a Secretaria de Segurança Pública, finalizando a duplicidade de coordenadores, setores de compras e várias outras despesas do dia a dia que geram gastos aos cofres públicos sem dar a eficiência que a população necessita”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.