Instituto CA promove formação internacional para professores de escolas públicas

Professores de escolas públicas de São Paulo, Rio de Janeiro e Natal terão a oportunidade de conhecer e vivenciar iniciativas inspiradoras de políticas públicas para o desenvolvimento de leitores, em Medellín e Bogotá, na Colômbia. O país se sobressai na América do Sul por seu sistema de bibliotecas. O intercâmbio Brasil-Colômbia do concurso Escola de Leitores, acontece entre os dias 26 de abril a 3 de maio, e é uma ação do programa Prazer em Ler, do Instituto CA. A iniciativa faz parte da premiação das instituições de ensino que venceram a terceira edição do concurso, realizada no ano passado.
A novidade do intercâmbio deste ano é que ele começa com uma etapa preparatória na capital do Rio de Janeiro, incluindo a visita a bibliotecas referenciais no Brasil. O tour inclui a visita à legendária Biblioteca Nacional, bem como instalações contemporâneas, como a Biblioteca Parque de Manguinhos, erguida sob a influência da sabedoria colombiana de fazer bibliotecas.
A viagem internacional começa pela cidade de Medellín, berço das principais políticas de bibliotecas públicas da Colômbia, e segue por Bogotá, primeira metrópole latino-americana a receber da Unesco, em 2007, o título de Capital Mundial do Livro. O intercâmbio pretende inspirar e aliar a troca de experiências a enriquecimento cultural e oportunidade dos professores de construir relacionamento.
Os docentes vão conhecer a rede de bibliotecas colombianas, conhecidas como bibliotecas-parque, porque compartilham, nesses espaços: recursos, conhecimentos, esforços e experiências, para melhorar as necessidades educacionais e culturais das comunidades que atendem.
A programação da viagem inclui palestras, conversas com escritores e visitas a bibliotecas públicas, escolares e instituições culturais. Os professores participantes, dois de cada instituição vencedora, terão contato com especialistas em promoção da leitura, como o biblioteconomista Didier Álvarez, professor associado da Escuela Interamericana de Bibliotecología da Universidad de Antioquia, e a biblioteconomista Silvia Castrillón, profissional de referência em leitura literária. O intercâmbio ainda prevê o diálogo com escritores colombianos de literatura infantil e juvenil, como Yolanda Reyes, Pedro Badrán e Jaime Bultrago.
Além dos 38 professores, a comitiva conta com representantes do Instituto CA e com um convidado de cada Secretaria Municipal de Educação das cidades participantes, mais um representante de cada organização formadora: Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), de Natal; Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), do Rio de Janeiro; e Centro de Estudos A Cor da Letra, de São Paulo. As organizações foram convidadas pelo Instituto CA para assessorar as escolas municipais na formação e no acompanhamento técnico de seus projetos.