Edital concede R$ 2 milhões para projetos inovadores no RN

Edital concede R$ 2 milhões para projetos inovadores no RN

Empresas já estabelecidas no Rio Grande do Norte terão um incentivo financeiro para implementar projetos inovadores. O Sebrae no Rio Grande do Norte e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) vão lançar o Programa Tecnova II, um edital voltado para incentivar financeiramente a adoção inovação tecnológica. Serão disponibilizados recursos da ordem de R$ 2 milhões para capacitar e apoiar financeiramente essas empresas. O lançamento e abertura das inscrições ocorre durante café da manhã que será realizado no dia 26, às 8h, na sede do Sebrae, em Natal.

Programa Tecnova II visa promover um significativo aumento das atividades de inovação e o incremento da competitividade nas empresas e na economia. Serão concedidos R$ 2 milhões a empresas com projetos inovadores – em prototipagem, produtos e processos – desde que estejam constituídas há pelo menos seis meses e com faturamento bruto anual de até R$ 16 milhões. Cada projeto receberá um incentivo de R$ 200 mil.

“Esses recursos são importantes porque vão possibilitar a promoção da inovação tecnológica nas empresas. Com esses recursos, as empresas selecionadas vão poder aprimorar produtos ou serviços ou até mesmo conceber um novo colocá-lo no mercado”, explica a gestora estora do Tecnova II no Sebrae, Algéria Varela.

Os setores prioritários para serem atendidos pelo edital são Alimentos e Bebidas, Casa & Construção, Têxtil & Moda, Energias, Turismo, Saúde & Beleza, TI, Economia Criativa e Bioeconomia. A estratégia é ampliar a quantidade de empreendimentos inovadores nos ambientes promotores de Inovação, incluindo as incubadoras e aceleradoras de empresas, parques e polos científicos e tecnológicos. “As empresas poderão investir em inovações que estejam nas temáticas do edital e que realmente tragam melhorias para sociedade e capazes de gerar faturamento para essas empresas”, diz a gestora.

De acordo com Algéria Varela, o Sebrae vai fazer toda a execução do edital e avaliação dos projetos, monitorando os recursos e acompanhando o desenvolvimento de cada projeto. “É importante salientar que o empresário precisa ter uma contrapartida econômica ou financeira de 5% do valor recebido”.

Back to Top - para cima
%d blogueiros gostam disto: