Depoimento do vereador Marcos na comissão de Ética é adiado

Foi adiado para a próxima quinta-feira (23), às 8h30min o depoimento do vereador Marcos Antônio (PSOL) na Comissão de Ética da Câmara Municipal de Natal. A comissão reuniu-se nesta manhã para ouvir a defesa prévia do parlamentar a respeito de um suposto esquema de cobrança de parte dos salários dos servidores do seu gabinete para subsidiar um caixa de campanha eleitoral.
O vereador apresentou alegação de que só foi comunicado oficialmente ontem, em menos de 24 horas da hora agendada para a oitiva e, neste sentido, solicitou o adiamento em virtude de outros compromissos. “A intimação foi expedida desde a segunda-feira (13), mas o vereador, por motivos pessoais não compareceu à Câmara, por isso não foi possível entregá-lo naquela data. Solicitei ao presidente da Casa um servidor e o transporte para que se pudesse comunicá-lo fora da Câmara e isso só foi possível ontem”, explica o presidente da Comissão de Ética, vereador Joanilson de Paula Rego (PSDC).
Os outros processos que tramitam na comissão também foram encaminhados nesta manhã. Eles tratam das acusações mútuas em plenário, ocasionando quebra de decoro parlamentar entre os vereadores Sandro Pimentel (PSOL), Amanda Gurgel (PSTU) e Adão Eridan (PR). Amanda ofereceu denúncia contra Adão e este processo aguarda suas alegações finais para seguir para a relatoria do vereador bispo Francisco de Assis (PSB). Sandro também moveu ação contra Adão e este processo já está nas mãos do relator Chagas Catarino (PROS). O desentendimento envolvendo os edis ocorreu em 2013 durante votação do Projeto de Lei que institui a bilhetagem única para ônibus e alternativos. A relatoria dos processos está com o vereador Chagas Catarino (PROS) que encontra-se em licença médica.