CMEI da Vila de Ponta Negra realiza projeto de combate à Dengue

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Haydée Monteiro de Melo, localizado na rua José Seledon, na Vila de Ponta Negra, em Ponta Negra, vai realizar neste sábado, 25, o projeto ‘Um dia de Sol’, a partir das 7h, com concentração na frente da Igreja Católica da Vila. O projeto tem o objetivo de alertar a comunidade quanto à epidemia de dengue e as ocorrências da doença no bairro.
De acordo com a gestora do CMEI Haydée Monteiro, Josiene da Silva, essa mobilização é para que os moradores e comerciantes tenham cuidados preventivos individuais e coletivos de enfrentamento à epidemia da dengue. “O titulo do evento ‘Um dia de Sol’ faz referência ao nome da criança Solange Van Nek, que faleceu aos oito meses de idade, com dengue e causou muita comoção no CMEI, por ser irmã de uma aluna”, disse.
A programação do projeto teve início na sexta-feira, 24, com a ação ‘Saúde na praia’, promovida pela a unidade de saúde de Ponta Negra, das 08h às 13h horas. No sábado, a concentração será às 7h, em frente à igreja para fazer o plantio de sementes da planta Crotalária. Em seguida, os participantes irão caminhar pelas ruas do bairro vestindo amarelo, com destino ao Morro do Careca.
A programação contará ainda, com ‘Remada’, na praia de Ponta Negra, às 10h, como ato simbólico de abertura do evento e depois panfletagem nos domicílios; às 16h, ocorrerá a contação de histórias, cinema na praça e apresentação teatral sobre os cuidados da dengue, na sede do CMEI; e às 19:00 horas, Missa de 13° dia do falecimento de Solange Van Nek,  na Igreja da Vila. Na segunda, dia, 27, será o encerramento do projeto com o plantio de sementes da Crotalária nas escolas do bairro.
A gestora explicou, que “a crotalária atrai a libélula que põe ovos em água limpa e parada, da mesma maneira que o Aedes Aegypti. Os ovos viram larvas e essas se alimentam de outras larvas, inclusive do Aedes. Além disso, a libélula adulta também se alimenta de pequenos insetos e o mosquito da dengue faz parte do seu cardápio”, disse Josiene da Silva.